top of page

Amigos de infância, Evans e Cassidy falam sobre correr juntos na Jaguar e as expectativas para 2024

Em entrevista, a dupla da Jaguar comentou sobre briga por título, metas para a nova temporada e deixaram claro que nada pode abalar a amizade deles



Na última segunda-feira (8), o Entre Fórmulas teve a oportunidade de falar brevemente com a dupla da Jaguar, formada por Mitch Evans e Nick Cassidy, para saber como ambos estão se sentindo com a chegada de uma nova temporada, as metas estabelecidas e, principalmente, como está sendo para eles a experiência de competirem na mesma equipe. 


Os dois pilotos nasceram em 1994, na cidade de Auckland, Nova Zelândia e com apenas dois meses de diferença entre si. Evans veio ao mundo em junho e Cassidy em agosto.


A inevitável paixão por automobilismo que existia nos dois garotos, fez os seus caminhos se cruzarem desde muito cedo dentro e fora das pistas. Eles estudaram na mesma escola, participaram das mesmas competições de kart em seu país natal e partiram para a Europa em busca de maiores oportunidades praticamente no mesmo período.


“Nós dois nos conhecemos desde criança, então, poder correr juntos na Jaguar é algo muito especial. Eu estou muito empolgado para começar essa nova jornada ao lado dele”, disse Mitch.


Nick completou a fala do amigo destacando a importância da disputa que tiveram em 2023 e o quanto isso fez a dupla evoluir. 


“É uma situação diferente para nós dois e é o que mais me anima. No ano passado, nós fomos muito competitivos dentro de pista um com o outro e foi justamente isso que nos fez crescer como pilotos. Eu espero que correndo na mesma equipe a gente possa elevar o nosso nível ainda mais.”


Mitch Evans e Nick Cassidy durante a entrevista com o

Entre Fórmulas (foto: Formula E/Entre Fórmulas)


A pressão é uma coisa que faz parte do ambiente competitivo e à medida que o campeonato avança, passa a ficar mais claro quais são os pilotos que estão efetivamente na briga pelo título.


Um dos maiores temores dos fãs de ambos os pilotos, são as possíveis situações de atrito na pista que podem por consequência afetar a relação que os neozelandeses sustentam desde a infância. Portanto, ao ser questionado sobre isso, Mitch Evans rapidamente se prontificou a responder e deu ênfase no comprometimento que ambos têm com a Jaguar.


“Eu acho que nós estamos bem cientes da responsabilidade que temos enquanto membros da Jaguar e também enquanto amigos. A competição faz parte da natureza desse esporte e nós temos que ser profissionais. O fato de que nós somos muito próximos, significa que nós podemos ser sinceros um com o outro e fortalecer a relação que temos”, destacou. 


O piloto também revisitou o incidente entre eles em Roma, onde assumiu a responsabilidade total pela batida. O episódio marcou muito Evans, que carrega a culpa mesmo que Cassidy tenha o perdoado no mesmo dia do acontecimento. 


“Nós esperamos que Roma não aconteça de novo, porque foi um erro e isso é culpa minha. Assim como o caso do Sam batendo no meu carro. São coisas que tentamos evitar ao máximo estando na mesma equipe. Nós dois somos adultos e entendemos a nossa responsabilidade, então, eu não vejo motivos para os fãs se preocuparem”, tranquilizou Evans


Devido ao congelamento do trem de força nas regras da Fórmula E, as equipes não podem fazer alterações nesse componente na temporada de 2024, por isso, o Entre Fórmulas perguntou para os pilotos da Jaguar quais as melhorias técnicas que podem ser feitas no carro para elevar a performance, uma vez que a disputa pelo topo provavelmente ficará entre as mesmas equipes da 9ª temporada. 


“Uma coisa positiva do Gen3 é que é um carro muito justo competitivamente, porque temos um trem de força na parte dianteira e na parte traseira. Tecnicamente, tem muita coisa que nós podemos fazer no software dos carros, essa parte ainda está em desenvolvimento, porque o Gen3 está competindo há menos de um ano. Acredito que as mesmas equipes (do ano passado) serão fortes esse ano, mas ao mesmo tempo eu sei que a disputa em um geral será muito próxima”, comentou Cassidy


“Eu também acho que a briga será bem parecida com a temporada de 2023. Nós fizemos o máximo de coisa que pudermos (antes do México), mas ainda há muito espaço para evolução. Agora é ver o que conseguimos na corrida de sábado”, disse Evans


Evans e Cassidy em Valência durante a pré-temporada

da Fórmula E (Foto: Jaguar TCS Racing)


Um pouco mais adiante na conversa, Nick Cassidy entrou no tópico da mudança de equipe e como está sendo o processo de trabalhar em um ambiente novo. Nick começou a sua jornada na Fórmula E na sétima temporada e até então a Envision tinha sido a sua única casa. 


“Foi uma grande mudança pra mim. Quando assinei o contrato no meio do ano passado, eu achei que seria fácil, mas é muito mais desafiador do que eu imaginava. Porém, tem sido muito bom e empolgante esse novo começo. O Mitch tem feito um trabalho fenomenal desde que se juntou a equipe e é uma honra poder correr ao lado dele na Jaguar, que é uma marca muito grande no automobilismo. Temos grandes ambições para esse ano e estou ansioso para começar”, disse.


Evans também foi questionado sobre a sensação de estar por tanto tempo competindo pela Jaguar e como é para ele encarar o início de uma nova temporada, ainda mais se tratando do México, um lugar que proporcionou momentos especiais para o time inglês. 


“Ter a Cidade do México como abertura da temporada é incrível, porque os fãs tem uma energia única lá. Historicamente, correr no México para a Jaguar tem uma sensação meio mista. Nós tivemos resultados positivos no passado, mas nos últimos anos tem sido um desempenho mais ou menos. Por isso, eu espero que agora a gente consiga começar mais forte do que no ano passado. A primeira corrida da temporada é sempre repleta de expectativas e animação. Estou contando os dias para voltar ao trabalho”, afirmou Evans


Na parte final da entrevista, os pilotos falaram sobre as expectativas para o ano de 2024. Ambos declararam que estão confiantes e que há um trabalho não terminado que precisa ser feito. 


Cassidy passou perto do título na temporada passada, mas viu o mesmo escapar nas últimas corridas e ficar com Jake Dennis. No caso de seu companheiro de equipe, o nó na garganta é ainda mais forte, porque Evans vem constantemente batendo na trave nas últimas três temporadas, inclusive, ele é considerado por muitos como o melhor piloto sem título do grid da Fórmula E


“Nos últimos anos eu fiquei próximo do título e no ano passado a Jaguar perdeu por muito pouco o título por equipes para a Envision. Acredito que nós estamos engasgados com tudo isso e essa situação é o que nos motiva a ir atrás de ter um ano mais eficiente. Eu estou me sentindo confiante. Sei que a jornada é longa e estamos só no começo. Mas acho que no ano passado a gente não começou tão forte quanto gostaríamos, por isso, o objetivo nessa temporada é desde o começo obter resultados melhores”, enfatizou Mitch.


Um pouco mais cauteloso que Mitch Evans, mas ainda assim otimista, Nick Cassidy afirmou saber dos desafios que o esperam ao longo de toda a competição e o fato de estar em uma nova equipe adiciona uma camada extra de coisas a serem aprendidas e aplicadas dentro de pista. Porém, ele também disse que está pronto para esse novo capítulo de sua vida. 


“Eu briguei pelo título no ano passado e eu sei que as expectativas são altas, mas independente do que aconteça no México, eu acho que eu vou passar por uma fase de ir crescendo ao longo do campeonato dentro da equipe. Então, eu estou confiante para esse final de semana, mas sem pensar muito adiante. É um passo de cada vez”, finalizou Nick.


--


A Fórmula E estreia a sua 10ª temporada neste sábado, 13 de janeiro, no E-Prix da Cidade do México. A classificação será às 12h40 e a corrida às 17h00. 


Na TV, a transmissão será por meio do canal BandSports. No YouTube, é possível assistir a Fórmula E em dois canais diferentes. Um deles é o Grande Prêmio (que pelo segundo ano consecutivo vai transmitir a categoria) e a outra opção é o Canal GOAT, que também conseguiu os direitos de transmissão da Fórmula E em 2024 e vai exibir a temporada ao vivo. 


Comments


bottom of page