top of page

RUMOR: Nick Cassidy na Jaguar; vagas na Andretti, Envision e Maserati

Cassidy é colocado como certo na Jaguar em 2024, com isso, a atenção se volta para possíveis oportunidades dentro das equipes mais fortes do grid



A reta final de temporada da Fórmula E sempre é sinônimo de início dos rumores em relação a configuração do grid para o ano seguinte, isso porque o período de junho e julho é quando as equipes começam a se mexer para renovações de contrato e novas adições.


Na manhã desta quinta-feira (13), o jornalista Sam Smith do site The Race informou que Nick Cassidy deverá ir para a Jaguar na próxima temporada, substituindo Sam Bird como o novo companheiro de Mitch Evans. O acordo teria sido assinado antes do E-Prix de Portland. Entretanto, a Jaguar não comentou a respeito do assunto, o que é esperado já que as equipes da Fórmula E costumam aguardar a temporada acabar para fazerem os anúncios oficiais.


Com essa possível saída de Cassidy, um assento na Envision ao lado de Sébastien Buemi ficará disponível e nos burburinhos que circulam pelo paddock, Robin Frijns é colocado como alguém que pode retornar para a sua antiga equipe já que o movimento para a ABT não saiu como esperado e a equipe está sofrendo com a performance por conta do trem de força da Mahindra.


Sam Bird também é visto como uma opção para trabalhar ao lado de Buemi. Devido a boa relação entre a Jaguar e a Envision, essa troca de assentos pode ser uma coisa viável, uma vez que o ambiente na Jaguar não parece mais propício para Bird e ele tem uma relação de longa data com a Envision por ter feito parte da equipe de 2014 a 2020.


No caso da Andretti, a equipe declarou que não tem pressa para tomar a decisão sobre quem ocupará o espaço na garagem ao lado de Jake Dennis. Acredita-se que a nova contratação só deve sair um pouco antes dos testes de pré-temporada em outubro.


Por mais que nada tenha sido declarado oficialmente, é esperado que André Lotterer deixe a Fórmula E para se dedicar completamente à WEC em 2024. Atualmente, ele já tem um acordo de exclusividade com a Porsche na categoria de endurance, onde se compromete a priorizá-la. Inclusive, esse foi o motivo da sua ausência no E-Prix de Jacarta, em que foi substituído por David Beckmann.


Por enquanto, não há fortes rumores sobre quem pode entrar na Andretti e apesar de Frijns também ser apontado como uma opção, o seu contrato com a BMW dentro da equipe WRT (onde compete na WEC) pode ser um empecilho para um possível retorno para a equipe norte-americana.



A SITUAÇÃO DA MASERATI


Muito se fala em Felipe Drugovich entrando na Maserati para 2024. Todavia, a grande questão gira em torno de saber no lugar de quem que o brasileiro entraria.


Apesar de Edoardo Mortara não estar fazendo uma boa temporada, o contrato vigente do piloto suíço vai até 2024. Mortara é o principal nome da equipe e por muitos anos foi quem entregou bons resultados durante a fase em que a Maserati ainda se chamava Venturi.

Nos momentos ruins da equipe, ele extraiu o melhor que o seu equipamento tinha a oferecer e quando as coisas começaram a dar certo, ele conseguiu ser vice-campeão da temporada de 2021 e ficar em terceiro lugar no campeonato de 2022. Porém, em 2023 ele acumula poucos pontos e um desempenho extremamente baixo.


Por outro lado, seu companheiro Maximilian Günther chegou na equipe como uma figura indesejada. Ele não era cotado para nenhuma equipe da Fórmula E após o término da temporada passada, onde correu em uma Nissan que passava por um momento turbulento. A sua chance na Maserati surgiu de última hora, já que a vaga originalmente era destinada a Nyck de Vries e com a decisão do mesmo de ir para a Fórmula 1, Max teve uma boa oportunidade e não desperdiçou a chance que lhe foi dada.


Günther, provavelmente, é protagonista da maior volta por cima da temporada. Ele conseguiu pole, pódios e vitória para a equipe tridente, fazendo com que uma campanha decepcionante se tornasse uma das histórias mais interessantes do campeonato. Porém, o seu contrato era apenas para a temporada de 2023.


Com esse cenário, a Maserati se encontra diante de um impasse.


Além dos rumores com o nome de Felipe Drugovich, outro piloto que começou a ser falado como uma opção para a equipe ítalo-monegasca é Nyck de Vries, que foi dispensado pela AlphaTauri na Fórmula 1 após 10 corridas - o neerlandês também tem sido apontado como uma opção para a Nissan para substituir Norman Nato.


As possibilidades são muitas. Max Günther pode acabar indo parar na Envision ou até mesmo pode retornar para a Andretti ao lado de Jake Dennis. Também pode ser que Edoardo Mortara saia da equipe celeste para ocupar uma dessas vagas do grid dando espaço para Felipe Drugovich, caso o brasileiro de fato vá parar na Fórmula E.


Além disso, também existe a grande possibilidade da Maserati renovar com o Günther e cumprir o seu contrato com o Mortara, mantendo a dupla atual para 2024. Desse modo, Drugovich pode ir parar nas equipes mencionadas anteriormente ou até mesmo em uma McLaren, que ainda não se envolveu em nenhum rumor de possíveis mudanças, mas pode acabar procurando alguém para entrar no lugar de René Rast, caso o mesmo opte por deixar a categoria.


A silly season da Fórmula E está apenas começando e provavelmente não será tão agitada como foi no ano passado, entretanto, ainda assim vale a pena ficar de olho nas especulações, porque sempre alguma coisa se torna realidade.

Comments


bottom of page