top of page

Visita técnica da Fórmula E em São Paulo conta com a presença de pilotos e autoridades locais

Durante a ação, foi revelado que ônibus elétricos estarão a disposição do público no trajeto entre a estação Portuguesa-Tietê e o Sambódromo do Anhembi e o Brasil terá a maior reta da categoria


(Foto: On Board Sports/Formula E)


No dia 25 de março, a Fórmula E vai acelerar pelas ruas de São Paulo pela primeira vez e como forma de celebrar esse momento da primeira passagem da categoria elétrica pelo Brasil, na última terça-feira (7), ocorreu uma visita técnica organizada pela Fórmula E no Sambódromo do Anhembi, que contou com a presença da imprensa.


Estiveram presentes Alvaro Buenaventura (diretor da Fórmula E na América Latina), Lucas Di Grassi (piloto da Mahindra) Sérgio Sette Câmara (piloto da NIO), Ricardo Nunes (prefeito de São Paulo), além de membros da SPTuris, CBA e patrocinadores.


A recepção foi feita pela equipe da On Board Sports, que guiou os convidados até o salão onde havia um buffet e algumas mesas para que as pessoas pudessem se acomodar enquanto aguardavam o início do evento, além de uma área destinada a coletiva de imprensa.


O prefeito da cidade de São Paulo, membros da SPTuris e o diretor da Fórmula E na América Latina, chegaram no Sambódromo em um ônibus elétrico que os deixou na altura da reta que ficava na frente do salão onde todos estavam reunidos.

Após uma breve conversa na área externa entre eles e os pilotos, todos voltaram para o salão do Sambódromo, onde a coletiva de imprensa foi realizada.


“Nós teremos uma movimentação financeira de 300 milhões e 3 mil empregos. Também é uma forma de marcar a cidade nessa política pública importante de sustentabilidade e de incentivar os veículos elétricos“, disse Ricardo Nunes, prefeito de São Paulo. “Teremos ônibus elétricos à disposição fazendo o trajeto entre o Terminal Tietê e o Sambódromo do Anhembi no dia do evento.“


Durante a coletiva, foi informado sobre o trabalho de manutenção de toda a área do E-Prix, com melhorias no asfalto e pinturas no Sambódromo.

O piloto Lucas Di Grassi, também confirmou que houve uma alteração no traçado divulgado pela Fórmula E, já que a chicane que havia sido desenhada na reta foi retirada. Com isso, o Brasil terá a maior reta da categoria, possibilitando que os carros do Gen3 possam acelerar ao máximo diante do público presente.


O diretor da Fórmula E na América Latina, Alvaro Buenaventura, se mostrou muito empolgado com a etapa no Brasil e destacou a importância do evento.


“Já temos aqui uma parte da família da Fórmula E na cidade de São Paulo”, disse se referindo aos pilotos brasileiros. “E em poucos dias veremos os carros na pista do Sambódromo do Anhembi. Foram muitos anos de conversas para estarmos no Brasil e já estava na hora de ter a corrida em São Paulo.”


Os pilotos brasileiros reunidos com Alvaro Buenaventura e as autoridades locais (foto: Sonia Cury/Entre Fórmulas)


O piloto Sérgio Sette Câmara contou ao Entre Fórmulas sobre as expectativas de poder correr em casa.


“Eu acho que vai ser uma corrida muito emocionante, a reta vai proporcionar várias ultrapassagens. É difícil falar de resultados, porque é uma pista que a gente nunca correu. Mas, eu espero que seja uma corrida que eu tenha um resultado forte. É pra mim a corrida mais importante pelo valor sentimental de correr em casa”, disse o piloto da NIO.


Lucas Di Grassi, piloto da Mahindra, também expressou para o Entre Fórmulas a sua alegria em finalmente poder correr em casa após tantos anos lutando para trazer a Fórmula E para o Brasil.


“A gente tá tentando trazer essa corrida para São Paulo faz muito tempo e também aproximar a Fórmula E do público brasileiro, deixar o público mais por dentro do que está acontecendo. Eu acho que a Fórmula E vir para cá com esse apoio que a gente tá tendo, vai ser sensacional”, disse o piloto, que além de campeão da terceira temporada, é o detentor do maior número de pódios e o maior pontuador da história da categoria elétrica.


Depois da coletiva aconteceu uma atividade em pista com os carros elétricos da Nissan e da Porsche, onde os membros presentes puderam andar nos carros com um motorista guia, que apresentou todas as funcionalidades dos veículos durante uma parte do trajeto e encerrou o passeio com muita velocidade, mostrando toda a potência ao acelerar na reta do Sambódromo.


O Julius Baer São Paulo E-Prix 2023 acontece no dia 25 de março e você pode adquirir o seu ingresso clicando aqui.


Os portões se abrem às 7:00 da manhã, por isso, a dica do Entre Fórmulas é: chegue cedo para aproveitar, porque tudo acontece em um único dia.


Vale frisar que o evento da Fórmula E não se encerra quando o E-Prix termina, já que no pós corrida sempre tem muita música e as atividades do Fan Village prosseguem por mais algum tempo.


Commentaires


bottom of page