top of page

Susie Wolff anuncia saída da Venturi e da Fórmula E

Equipe Venturi foi adquirida pela montadora italiana Maserati e deve passar por reformulações na diretoria.


No último final de semana, Stoffel Vandoorne sagrou-se campeão da oitava temporada da Fórmula E e como já é de costume dentro da categoria elétrica, assim que uma temporada se encerra, as novidades começam a surgir.


Na última terça-feira (16), Susie Wolff, CEO da Venturi Racing, veio por meio de suas redes sociais anunciar a sua saída da equipe e também da Fórmula E. A britânica esteve com a Venturi ao longo de quatro temporadas e ajudou a levar o time para o topo.


“A temporada de maior sucesso da Venturi chega ao fim, assim como a minha jornada pessoal com a equipe e a Fórmula E. Eu saio com imenso orgulho da base sólida que nós construímos juntos, enquanto o time começa um novo capítulo com a Maserati”, disse.


Foi anunciado no começo desse ano, que a Maserati iria assumir a equipe monegasca a partir de 2023, quando se dará início ao Gen3 que promete trazer mudanças em diversos pontos do carro da Fórmula E, principalmente, em relação a duração das baterias e velocidade dos carros.


Com a Maserati assumindo o controle, algumas mudanças internas deverão ocorrer dentro dos próximos meses em cargos relacionados a gestão da equipe.


“Quando eu me juntei a Venturi, o meu objetivo era construir uma equipe que não fosse apenas bem sucedida na pista, mas que tivesse um grande propósito. Uma família que celebra a diversidade e defende a inclusão. Enquanto essa jornada ainda continua, eu estou muito orgulhosa do progresso que fizemos”, comentou Susie em seu Twitter.


Wolff assumiu a posição de chefe de equipe na Venturi em 2018, em um momento onde as coisas não estavam boas para o time monegasco, que não se destacava no grid, exceto nos breves momentos em que conseguiam conquistar alguns pódios. Com Susie no comando, aos poucos, a equipe foi evoluindo ao longo das temporadas, se tornando um competidor mais sólido e com chances reais de brigar no topo da tabela com os seus pilotos. Sendo que nos últimos dois anos, tiveram os seus resultados mais expressivos.


Na sétima temporada da Fórmula E, a equipe Venturi ficou em sétimo lugar no campeonato de construtores - posição alcançada por eles na quarta temporada -, entretanto, o seu piloto Edoardo Mortara disputou o título e foi vice-campeão. Em 2022, Mortara terminou em terceiro lugar no campeonato de pilotos, enquanto a equipe Venturi teve a sua melhor posição no campeonato de construtores, ficando em segundo lugar.


A evolução da equipe, também marcou uma oportunidade de crescimento para a Susie, que deixou o cargo de chefe de equipe para se tornar CEO da Venturi em 2021.


“Mal sabia eu, a quatro anos atrás, o tamanho dos desafios que iríamos encarar como equipe, foram esses momentos difíceis que definiram a resiliência, fé e confiança que temos uns nos outros. Vindo de correr no fundo (do grid) para constantemente estar brigando por vitórias e títulos. Agradeço ao Gildo Pastor por sua visão e por acreditar no time. Também agradeço ao Alejandro Agag e a todos na Fórmula E por essas quatro temporadas de corridas. E, finalmente, a minha equipe Venturi, foi uma honra ter liderado e representado um grupo de pessoas tão talentosas e motivadas”, encerrou Susie.


Ainda não foi revelado qual será o próximo passo profissional de Susie Wolff, mas as expectativas são sempre altas. Além de todo o trabalho feito na Fórmula E, a ex-piloto é uma dos responsáveis pelo FIA Girls On Track, que visa aproximar as garotas do mundo do automobilismo.


Texto também publicado no site Boletim do Paddock.


0 comentário

Comentarios


bottom of page