top of page

Jake Dennis comenta pressão após título, nova temporada da Fórmula E e como foi correr pela Red Bull na Fórmula 1

Em entrevista, o piloto da Andretti falou sobre como é começar uma nova temporada sendo o atual campeão, experiência na Fórmula 1, recarga rápida e a corrida de abertura no México



Faltando poucos dias para o início da 10ª temporada da Fórmula E, o Entre Fórmulas teve a oportunidade de entrevistar o atual campeão da categoria, Jake Dennis, para saber como está a vida após o título, as expectativas para a nova temporada, a opinião do piloto sobre a recarga rápida e mais outros assuntos que envolvem o campeonato. 


Trajando uma camiseta preta e de boné na cabeça, como costuma estar em grande parte das coletivas de imprensa e entrevistas por vídeo, Jake Dennis conversou com alguns jornalistas do México e do Brasil em uma espécie de mesa redonda virtual. 


O número limitado de participantes permitiu que, ao longo dos quase 30 minutos de conversa, cada veículo pudesse fazer mais perguntas e o piloto demonstrou estar bastante tranquilo e empolgado para a nova temporada.


A primeira pergunta do Entre Fórmulas foi em relação à pressão. Nas rodadas finais do campeonato de 2023, o nível de tensão estava bastante alto e isso ficou perceptível durante entrevistas realizadas com os pilotos envolvidos na disputa do título. Entrevistar Jake Dennis dias antes da etapa final em Londres, deixou marcado na mente de cada membro da imprensa o semblante de um Jake que em nada se assemelhava ao homem de 29 anos agora campeão da Fórmula E


Questionado se a pressão sentida é a mesma ou se após o título as coisas se tornaram mais fáceis, Dennis admitiu que no momento se sente calmo, porque é o início da temporada e que a tendência é que naturalmente isso aumente ao longo das corridas. 


“Eu acho que quando você começa uma temporada já tendo um título diminui um pouco da pressão e eu diria que isso é algo bom. Pilotos podem lidar bem com a pressão, mas existe um limite do que podemos aguentar e até onde isso começa a nos afetar. De qualquer forma, eu estou indo para o México de braços abertos e eu quero ver como vai ser. Eu estou muito empolgado para começar a temporada mais do que tudo”, disse. 


Jake durante a entrevista com o Entre Fórmulas (foto: Formula E/Entre Fórmulas)


Ainda dentro do tópico de disputa de título, mesmo com todos os momentos de apreensão gerados, Jake foi sincero ao falar que prefere estar na mesma situação de briga apertada como foi em 2023, do que correr um campeonato onde ele lidera do começo ao fim sem grandes preocupações, porque a adrenalina faz parte do automobilismo e uma boa parte dela só é gerada se há com quem brigar dentro da pista. 


“Eu acho que traz uma satisfação grande no final da temporada para equipe inteira e para você (ter com quem disputar). É um alívio. Por exemplo, nessa (última) temporada da Fórmula 1, nós vimos o Max dominar completamente e vencer o campeonato e pareceu como uma corrida qualquer (quando ele venceu o título). E eu posso garantir que isso não vai acontecer neste ano com ninguém na Fórmula E. A disputa vai ser extremamente próxima e é um desafio para qualquer um que se torne campeão. Mas eu acho que quando vai se aproximando do final, estar disputando com três, quatro caras ao longo de todo o campeonato, frente a frente, sempre gera uma sensação melhor quando você conquista o título”, comentou. 


Apesar de ser um piloto Andretti, o britânico tem uma forte ligação com a Red Bull, isso porque há anos ele trabalha na equipe de Fórmula 1 atuando como o principal piloto de simulador e desenvolvimento dos carros. Todos os planos iniciais para o carro que vai para pista, passam primeiro por ele antes de chegar em Verstappen ou Perez.


Após anos e anos de dedicação dentro da equipe austríaca, uma oportunidade para pilotar o carro de Max Verstappen surgiu no GP de Abu Dhabi de 2023 e Jake Dennis entrou na pista durante o TL1.


“Foi uma experiência incrível. A chance de dirigir o carro mais rápido da Fórmula 1 não aparece com frequência. O carro é diferente em relação a Fórmula E, porque o da F1 é muito potente. Mas quando a gente se acostuma com o carro, é uma sensação muito diferente e eu gostei muito. Desde então, eu venho trabalhando bastante com a Red Bull para aplicar algumas coisas que eu aprendi (na pista) dentro dos testes que fazemos nos simuladores também”, disse. 


Voltando a falar da nova temporada, Jake Dennis terá um novo companheiro no box da Andretti, o piloto Norman Nato, que em 2023 correu pela Nissan ao lado de Sacha Fenestraz e chegou a ficar em segundo lugar na Corrida 1 do E-Prix de Roma. Antes da Nissan, Norman foi companheiro de Edoardo Mortara na Venturi em 2021 e reserva principal da Jaguar em 2022 - onde correu no final da temporada no lugar de Sam Bird após o mesmo ter fraturado a mão. 


Norman entrou no lugar de Andre Lotterer, que deixou a Fórmula E para focar na WEC. Nato não era a primeira opção da Andretti, mas acabou sendo a melhor alternativa para a equipe, pois além de experiente, o piloto francês possui uma boa relação com Dennis


“Sempre que você traz uma nova pessoa, principalmente um piloto que é uma posição fundamental dentro de uma equipe de corrida, isso muda a dinâmica. Eu vejo o Norman como alguém muito parecido comigo. Ele gosta de focar em buscar o melhor resultado possível para a equipe e procura extrair a melhor performance do carro. Eu acho que quando você tem dois pilotos assim, isso empurra a equipe para a frente.”


Dennis e Nato em foto oficial da Andretti (foto: Andretti Formula E)


Jake também afirmou que por mais que ele seja o atual campeão e os dois estejam na mesma equipe, ambos são pilotos profissionais que são pagos para fazer o seu trabalho e que se Norman tiver a oportunidade de brigar por um título, ele vai brigar. 


“Eu não tenho dúvidas do seu talento e da sua habilidade como piloto. Então, eu estou empolgado por tê-lo aqui e trabalhar junto com ele.”


Na reta final da entrevista, o Entre Fórmulas não pode deixar passar batido um dos principais tópicos relacionados a nova temporada, que é a recarga rápida.


Até o momento de divulgação dessa matéria, o que se sabe é que o carregamento rápido, que inicialmente faria a sua estreia em uma das corridas da rodada dupla na Arábia Saudita, agora deverá ser introduzido em abril na etapa que acontecerá em Misano, na Itália. 


Ainda polêmico entre pilotos e equipes, as opiniões se dividem bastante e apesar de ninguém ser contra, existe um certo receio no ar por ser a introdução de algo novo.


Ao ser perguntado sobre o assunto, Jake foi sincero e explicou como o paddock está enxergando a ideia da recarga rápida.


“Eu acho que as equipes menores, como a ERT e a Mahindra estão mais a favor, porque isso gera uma dinâmica diferente nas corridas que nós temos. Mas o resto de nós, como a Jaguar, a Maserati... nós preferimos que se mantenha tudo como está. Apenas porque no momento (a recarga) não está funcionando de maneira impecável. Eu sinto que precisa estar funcionando perfeitamente antes de colocarmos nas corridas. Porém, eu não sou contra a ideia. Eu acho que vai gerar uma corrida divertida, mas isso precisa estar funcionando corretamente para não causar problema e nem uma situação infeliz com algum piloto”, disse.


A 10ª temporada da Fórmula E começa com o E-Prix do México no dia 13 de janeiro, uma etapa que já se tornou tradicional e que sempre conta com a casa cheia.


As expectativas em cima de Jake Dennis são altas na corrida de abertura, já que além de ser o atual campeão, o britânico foi quem subiu no lugar mais alto do pódio na prova disputada no Autódromo Hermanos Rodriguez em 2023. 


“Houveram muitas lições aprendidas naquela corrida, porque foi a primeira do Gen3. Mas eu acho que a coisa principal que aprendemos é que sempre há espaço para melhorar a performance ao longo da temporada. É assim que vamos para o México agora. Os softwares (do carro) já mudaram muito desde Londres. Eu vou com a mente aberta. Eu preciso ser realista, chegar e sentir a competição antes de fazer qualquer meta drástica para a temporada”, finalizou.


Comments


bottom of page