top of page

E-Prix de Hyderabad possivelmente fora do calendário de 2024 da Fórmula E

Mudanças recentes na liderança do governo de Telanganá podem ter impactado na realização de corrida da Fórmula E na Índia em 2024



Programado para acontecer no dia 10 de fevereiro de 2024, o E-Prix de Hyderabad marcaria o segundo ano consecutivo da categoria elétrica na Índia, mas após mudanças de poder no governo local, a quarta etapa do calendário está ameaçada.


Segundo reportagem do site The Race, o líder do partido IPS, Anjani Kumar, foi suspenso e uma nova administração assumiu o poder na província de Telanganá.


Como consequência, diversos projetos de 2024 estão sendo alterados e a Fórmula E se encontra no meio disso, já que a nova administração está sofrendo pressão pública para se concentrar em iniciativas mais urgentes, fazendo assim com que alguns eventos previstos para acontecer na região sejam colocados em segundo plano.


Ainda na mesma matéria, o The Race deixou claro que no começo de dezembro ocorreram conversas entre autoridades municipais e o diretor de operações e cofundador da Fórmula E, Alberto Longo, mas nenhuma resolução foi encontrada. Além disso, a situação toda está sendo descrita como complexa e sensível, por se tratar de uma mudança política em um cargo importante e que impacta diretamente a sociedade indiana.


Foi revelado que a conversa mais recente aconteceu um pouco antes do natal e novamente não foi possível chegar em um acordo. Com isso, a mídia internacional retratou como quase certo o cancelamento do E-Prix de Hyderabad e que não há possibilidade de ter uma substituição dessa prova, porque faltam apenas 6 semanas para a realização da mesma.


Contudo, após a repercussão, a Fórmula E soltou um comunicado interno à imprensa falando que ainda estão discutindo o caso com as autoridades locais e reforçaram que um acordo foi assinado em 30 de outubro de 2023, para o cumprimento da etapa em Hyderabad em fevereiro de 2024.


Além disso, a Fórmula E informou que "busca esclarecimentos urgentes sobre os compromissos contratuais no âmbito do acordo" e expressou a sua preocupação sobre a não realização da prova.


"Faltando apenas algumas semanas para o evento e em fase final de preparação, a Fórmula E, parceiros e fornecedores já realizaram investimentos comerciais significativos no evento. O E-Prix inaugural de Hyderabad, em fevereiro de 2023, retornou quase 84 milhões de dólares em impacto econômico positivo para a região, muitas vezes mais do que os custos indiretos investidos pela Fórmula E e pelo governo de Telanganá", comunicou a Fórmula E em nota.


A categoria segue confiante de que a corrida na Índia acontecerá devido ao acordo que já foi assinado por ambas as partes, mas as tensões políticas podem acabar comprometendo os planos da Fórmula E, fazendo com que o calendário de 17 rodadas planejadas para 2024, fique com uma corrida a menos.

0 comentário

Opmerkingen


bottom of page